A faculdade e eu 4: a defesa (final??)

4 01 2008
por Yin Yang

Olá pessoas que talvez leiam isso!! Como foram de festas?? esperam que tenham sido boas!! As minhas foram muito corridas, mal comemorei as festas e já estava a mexer na minha ferrmenta para o dia de hj: a defesa final do TCC!

Finalmente chegou o dia… o dia que tudo pode dar certo ou dar muito mal, afinal a rejeição do projeto significa na maioria das vezes iniciar um novo. Eu cheguei dia 03 aqui e recebi muita ajuda mesmo da minah orientadora para a apresentação, que ficou muito dinâmica após as suas dicas.

Fiquei esse tempo todo refazendo a apresentação, mexendo em coisas da ferramenta para mehorá-la ainda, ams acima de tudo fiquei treinando o que iria dizer, pois são apenas 20 minutos de apresentação!

Na hora que iria começar minha mão suava gelado, tremia demais e quase engasquei logo de início, mas depois fui me empolgando em falar do projeto – que apesar de tudo foi muito prezeroiso, aprendi coisas pra cacete – ficcando apenas a tremedeira como sinal ainda do meu nervosismo… ou que eu tremo assim mesmo, ahuahuahua

no fim da apresnetação, mostrei a ferramenta e deu tudo certo!!

Acabando minha parte, fiquei esperando que a banca metesse o pau am algo do projeto, mas nada!! recebi apenas elogios e dicas tanto para arrumar na monografia final como para algum projeto futuro.

É isso… pelo jeito é o fim da minha epopéia na faculdade… pelo menos até eu seguir para um mestrado/doutorado e/ou se ganhar o suficiente para faezr o meu outro sonho: MEDICINA, ahuahuahuahua

Provavelmente eu talvez coloque algo sobre a colação de grau ou do baile, o que também não deixa que eu utilize a palavra final com certeza.

Mas o mais engraçado é que estou eufórico pelo término, mas triste por ter de sair deste clima maravilhoso que é o universitário. vou sentir falta, isso tenho certeza. Tantas amizades, namoros, ficos, saídas aleatórias, festas, interunesps, repúblicas que morei/fiquei hospedado, epócas felizes, epócas tristes, epócas sombrias e aprendizado que recebi em apenas 5 anos! parece muito, mas se ver que fiquei apenas 1/5 da minha vida aqui e parecendo que isso vai acabar não é algo que eu queria.

a mudança está batendo a porta já, mas cabe a mim escolher como devo viver isso, o que devo manter (ou tentar manter) e o que devo retirar. agora estou em momentos de reflexão, de balanço e de observar o qeu é melhor para mim. o futuro não é certo, mas posso dizer que, agora falando já no passado, a faculdade e todo sacrifício que fiz valeram a pena.

A grande maioria das pessoas pensam em mudar a vida na virada do ano, no meu caso foi um pouco depois, mas tem coisas que gostaria neste ano:

  • Reaprender a tocar violão (história longa… nem vou contar)
  • Aprender novas linguas
  • Me mudar para o sul num trabalho bom e que eu consiga viver bem (descobri nessa vida boa de interior que como faz diferença ter qualidade de vida… aliásnem tenho vontade de voltar p/ sampa por causa disso)
  • Ler mais
  • Aprender mais
  • Tentar terminar de escrever “Project Ragnarok”
  • Aprender a desenhar de verdade, por causa do item acima.. ele será uma hq incialmente
  • fazer academia sempre e perder a maldita barriga de chope
  • não para de beber mesmo assim
  • fazer muito mais esportes
  • descobrir as pessoas que realmente me amam e as que somente me usam
  • viajar o máximo que puder
  • ajudar o máximo que der os outros

Se eu conseguir fazer metade disso seria um ano muito bom, mas mesmo asism deve bater auqela saudade no coração destes tempos!

Anúncios




A faculdade e eu 3: a monografia

19 12 2007
Por Yin Yang

Olá 0000002 pessoas que lêem este blog!!

Hoje vou dizer a minha epopéia para entrega da monografia do meu trabalho de conclusão de curso: as dificuldades, as coisas que fiz de errado e tb o que eu acho que está errado no modo de apresentar a mesma.

Tudo começa com vc procurando um orientador, e muitas vezes atrás do projeto também. No meu caso eu tinha um outro que eu estava fazendo mas como não ia toda hora ficar mostrando o que estava fazendo, e também porque o projeto era grande e importante, o meu ex-orientador passou ele para uma pessoa do mestrado, com isso tive de sair correndo atrás de um projeto rápido para tentar concluir o curso no ano passado. Ledo engano… o porjeto não foi completado e por isso fiquei mais um ano, o que foi bompra mim.

meu projeto foi a elaboração de uma ferramenta para elaboração de páginas de lojas virtuais, com uuma pesquisa empírica para descobrir o que se deve fazer para melhorar a satisfação do consumidor… foi divertido fazer o memso, tirando a programação, que programar as vezes não acontece tudo da maneira como vc modelou.

Hoje o projeto apresenta falhas sim, principalmente na interface gráfica, mas também a faculdade não dá uma aula SEQUER sobre isso. Com isso tive que aprender tudo sozinho, o que é legal, porém a falta de um feedback as vezes pesa na hora de exibi-la.

Neste ano entreguei os capitulos de referencias bilbiográficas e execução d projeto sem atrasos, mas não recebi nenhum retorno da banca. Está errado… poxa, se não é para receber um retorno, pra que obrigar o aluno a entregar isso?? apenas para gastar papel?

Já na entrega da monografia final, eu e minha orientadora tivemos atrasos e por isso perdi pontos. mas o pior é ter de imprimir TRÊS VIAS da monografia, que no meu caso são 99 páginas, sendo umas 32 de páginas coloridas! Pô, os professores tem impressoras para usar de graça e a gente que tem que gastar uma fortuna p/ entregar p/ eles? até parece que não sabem que universitário é tudo fodido de grana, tirando os boyzinhos.

Agora é fazer a apresentação para a defesa, que no meu caso vai ser no dia 04 de janeiro… é isso mesmo, logo depois do feriado, fazer o que…

vou agora voltar pra minha apresentação e arrumações na ferramenta!

abraços por manos e beijos pras minas





A faculdade e eu 2: InterUnesp 2007

20 11 2007
por Yin Yang

No post anterior eu falei mais das coisas ruins da faculade que qualquer outra coisa, porém seria injusto falar somente mal dela, então decidi fazer uma geral no MAIOR evento universitário do país: o Interunesp.

Para os que não sabem, o Interunesp são os jogos universitários e festas que se encontram todos os campus da Unesp. Há dispoutas com troféis medalhas, pontuação e primeira e segunda divisão inclusive. A diferençaa enrte as divisões são os repasses de verbas, os times que jogam na segunda tentam subir para a primeira e os ad primeira tentam não cair… ou vencer sempre se o campus for bom. No caso do meu campus, está mais para não cair.

Os jogos são divertidos, não só por torcer pelo time, mas também pela integração dos campus… aliás muitos nem vão ver o jogo e ficam na tenda de música para assim poder conhecer um pessoal de looonge, hehehehe.

Novos bons amigos.... do campus de araraquara!

eu fiquei nos jogos que achei interessante e o resto do tempo conhecendo pessoas. conheci um pessoal de araraquara muito legal… vou tentar manter um convivio com eles, assim como tive com um pessoal de bauru no ano anterior.

aí a noite vem a balada…. regada a Original, Boehmia, Orloff, vinho, jurupinga, catuaba, refri e agua á vontade! sobre os show, vou falar deles em separado, comentando O QUE EU ACHEI de cada um deles. sobre a tenda eletrõnica, neste ano foi simplesmnete a melhor de todas, com o melhor cenário… tinha motes psicodélicos no topo da tenda, telões e a pickup estava muito bem equipada.

sobre os jogos, nós fomos até quem bem… mas teve uma injustuça das bravas na disputa da baterias… franca era pra ser a campeã incontestável, mas bauru em segundo e guará em quarto foi ridiculo… todo mundo que falei acho que deveria ser franca, ilha e rio preto (é nóiiiiis na fita!), por terem sido as que mais animaram a galera e que também tiveram coreografias e saíram da batida classica… aliás, bauru roubou a batida de uam musica de ilha na cara dura… aqela batida é registro de ilha, assim como a coreografia facil, heheheh

Primeiro dia (15/11/2007) festa da bata

Nessa festa o pessoal tinha de ir com a bata (ou abadá) para assim conhcer o pessoal e reconhecer doende eram facilmente… é uma das festas mais fáceis de ocorrer uma integração e uma conversa legal.

Jamil e uma noites foi um show que vi até a metade… eles começaram com os grandes sucessos deles e animaram muito o palco 1, porém com as múisicas menos conhecidas fui desanimando e fui pra tenda eletronica. nota: 7,0. depois disso teve tati romero, mas nem vi… tava ocupado na tenda eletronica depois de ter passado no palco 2.

joão lucas e mateus… e depois frei caneca foram o do palco dois… somente no segundo fui um pouco para poder dançar com a mulherada… eles tocam bem e eu danço mal, hauhauahua nota: 7,0 (sem nota pro sertanojo)

Segundo dia (16/11/2007) festa black and white

taí uma festa que não entendi direito o “mote” dela, mas tudo bem…

no palco 1 começou com o show do viva a noite…. foi um bom show viu! achei que eles não eram tão bons assim para animar a platéia por tanto tempo, afinal só os vi antes nos poucos tempos que assisti pânico. nota 8,0. depois disso teve o “UÓ” do teatro mágico…. eu curto até as músicas deles, mas depois de meia hora não aguentava mais ficar parado lá… muito desanimado para uma festa daquelas e também para eu não dormir – estava sem dormir desde antes do primeiro dia – e eu sei que muita gente pode me matar por causa disso, mas a nota é 4,0.

no palco 2 a coisa melhorou muito…. teve capim gordura e eu fiquei dançando forró com uma bela guria, saí pra tenda somente quando parei de dançar com ela. nota 7,5. depois veio cambaio, que peguei lá pelo meio da apresnetação e fui lá para dançar um sambinha raiz com uma outra bela guria. pelo que vi os caras tocam de tudo quanto é tipo de samba. nota 7,0.

Terceiro dia (17/11/2007) festa a fantasia

o dia no qual as pessoas mais demoram para se arrumar e que muitas ficam planejando por meses, hauhauhauhauh. eu fui de BOPE – é aquele mesmo do filme tropa de elite – mas tinha outras pessoas come sse uniforme, inclusive mulheres… teve uma até que usei o jargão modificado “pede pra beijar… pede pra beijar” funcionou pelo menos dessa vez, hauihauhauhau

no palco 1 teve URV, uam bandinha que faz cover do do rappa. mesma merda que tocaram no interuenso de 2006, vi apenas por 1 minuto mas nem precisava amis que isso. nota: 2,0. Depois veio batcaverna e seu estilão carnaval mineiro… nem vi! sem nota.

agora no palco 2, ocorreu a MAIOR injustiça deste interunesp, enquanto os fraquíssimos URV estavam no palco 1, que é muito maior e em local arejado, no palco 2 estava a banda que tem a cara do interunesp: Velhas virgens! eu fiquei nesse show de ponta á ponta na frente… ajudei a mulheres subirem no palco, vi a calcinha da Lili umas n vezes, perdi a voz, gripei, pulei, cantei e depois ainda tirei foto com a Lili. Pouurra, mas é lógico que não vou dar nota 10 pra isso, vou dar nota UM MILHÃO DE REAIS EM BARRAS DE OURO QUE VALEM MAIS QUE DINEHIRO! (sic: silvio santos). deposi teve soul marley… raggae e eu não gosto de raggae nem vi. sem nota.

eu e a Lili dos Velhas Virgens

Quarto dia (18/11/2007) finais

neste dia, não tem mais balada, mas em compensação tem todas as finais de todos os jogos… muita coisa legal ocorrendo fora também nas tendas em volta do estádio e todo mundo reunido no memso local… só isso já deixa mais divertido! chegamos apenas na final de handebol feminino e tomamos uma lavada feia…. ams tudo bem, pelo menos chegamos lá.

resultado final>

campeão de xadrez! vice de handebol feminino e o resto caimos nas semis ou antes. encontrei amigos antigos e fiz novos… senti falta dos jogos alternativos de verdade – coisa que esse pessoal mais novo não sabe o que é – peguei original para beber e bohemia para lavar a caneca, coisa que jamais faria se não fosse lá, fiquei trsite por saber que ilha solteira – “oooo ilha solteira | fica mais um pouquinho| você é admirada | você é admirada | mas é longe pra caralho!”) – ter caído pra segunda divisão, e fui muito feliz!

Quem sabe dou um jeito de ir ano que vem… esperando que veja em ilha!!

ps1> talvez eu edite depois esse post para colocar mais fotos, principalmente das pessoas de campus diferentes que encontrei e/ou as figuras e momentos memoráveis que a memoria da minha camera digital conseguiu pegar, hehehe

ps2> eu sei que nenhum dos tr~es que vou falar JAMAIS irão ver esse blog, ams quero parabenlizar atrasado ao pessoal do Joven Nerd por ter consquistado como o melhor podcast e pelo Alexande Inagaki por ter ganho como melhor webblog em portugues e para o Marcelo Tás por ter ganho como melhor weblog no the Best of the Blogs! Só soube disso enquanto escrevia esse post… parabéns aos três brasileiros que mandaram muito bem e que são bons blogs sim, que eu recomendo inclusive!





Pirataria: promoção ou degradação?

28 10 2007
por Yin Yang

Aqui no Brasil (talvez tenha alguma pessoa de fora que veja isso, por isso a indicação do país) a um certo tempo começou uma discussão sobre produtos piratas, por causa do ocorrido com um filme nacional.

O filme “tropa de elite”, que eu recomendo ver, teve uma cópia retirada da ilha de edição e distribuída pela internet. Obviamente isso levou ao filme estar nas mãos dos “shoppings alternativos” de todo o país antes mesmo do filme ter sido lançado no cinema.

Eu, pessoalmente, preferi ver o filme no cinema, mas quando fui vê-lo, muita gente já tinha visto ele nessa versão que “vazou”.

Mas o que eu quero discutir aqui não é isso, e muito menos que pirataria é algo ilegal, que pelas leis é, mas sim de como essa cópia pirata tornou o filme conhecido, e como se tornou um hit aqui. Ao meu ver, essa cópia fez mais bem ao filme que mau, pois antes da cópia pirata ter sido “lançada”, ninguém sabia direito sobre o filme, e mesmo com toda propaganda que seria aplicada ao filme, eu DUVIDO que o filme chegaria a ter tantas salas de cienma apresentando o filme, assim como não haveria tanta gente vendo o filme no cinema. Seria mais um daqueles filmes brasileiros que poucos viram e outros iriam descobrir ao acaso.

Tá… mas aí vc deve estar pensando: o que isso tem haver com a minha área?

Tudo! Os softwares são um dos maiores mercados de produtos piratas no mundo todo. As empresas dizem que perdem milhões de dólares com a pirataria, e eu concordaria com essa visão se eu fosse ingênuo o suficiente para acreditar que se não fosse as cópias piratas o produto não seria tão conhecido, e assim não venderia nem metade do que já vende. A verdade é que quanto mais pessoas conhecerem o software, mais facilmente ele será comprado posteriormente, principalmente pelas maiores compradoras de software original: as empresas.

Vou tomar como exemplo o sistema operacional (SO). Vivemos hoje em dia uma hegemonia do windows (não vou citar modelo) para o uso de computadores pessoais. Se metade dos usuários tiver o SO original é MUITO!

Agora vamos imaginar que num mundinho perfeito ninguém conseguisse burlar as seguranças impostas aos softwares…. acha que essa hegemonia ainda existiria? Vamos imaginar ainda que todos os preços cobrados são cerca de 20% mais baratos que os realmente cobrados, pois a industria de software diz que a culpa dos preços estarem altos é da pirataria.

O preço do windows vista home basic ( versão mais nova do software, porém a mais básica) custa R$350,00 – com os 20% fica por R$280,00. Já o windows vista ultimate ( a versão completa, com todos os recursos) sai por R$860,00 – com os 20% fica por R$688,00.

Oras, sabemos que o salário mínimo (SM) no país esta valendo R$380,00, então o valor do SO mais BARATO é cerca de 73,68% do valor do SM. Já a versão completona é 2,26 vezes o valor do SM!

Com esses valores, se o linux ainda fosse distribuido de maneira gratuíta, qual dos SO estaria como homogenia hj em dia? O Brasileiro já paga relativamente caro por um computador, imagina se tivesse que pagar ainda esses valores pelo SO. Lógico que isso não fica apenas no sistema operacional, muitos dos programas que utilizamos ficariam na mesma lógica, como o photoshop e corel draw. Versão free, opensource ou mais baratas, que mesmo que não tivessem todos os recursos, estariam com mais pessoas utilizando do que as versões pagas.

Com isso tudo, o que aconteceria? Como certos softwares se tornariam usados apenas em certos redutos, diminuiria consideravelmente a popularidade do software, o que levaria a muitas empresas a procurar a versão mais utilizada do software para utilizar na empresa mesmo, por causa da baixa necessidade de ensinar seus trabalhadores a utilizar o mesmo. Com isso, vemos um ciclo vicioso que deveria ser prejudicial ás essas empresas, que provavelmente teriam de baixar seus preços, criar versões menos custosas, e ainda assim investir valores absurdos em marketing para conseguir pegar um nicho maior de consumidores e tentar mudar o ciclo para o seu produto.

Com isso, eu vejo que os softwares piratas servem como uma propaganda e uma maneira de aumentar a quantidade de pessoas a utilizar o software. Logo, o valor que “poucos” pagam pelo absurdo de utilizar um software original, vem embutido junto com a necessidade de as cópias piratas existirem para disseminar o uso do mesmo. O que me deixa concluir que as empresas de software reclamam de barriga cheia, afinal quanto mais gente utilizar sua ferramenta mais mercado real ela tem. Oras, se isso não é uma promoção do produto, eu vou ter de rever meus conceitos!

Mas como tentar mudar essa situação? Primeiro seria baratear o valor final, mas isso NENHUMA empresa está afim…. então uma alternativa seria liberar licensas para escolas, universidades e alguns pontos de concetração de uso de computadores para conseguir assim fazer o usuário se tornar intimo da ferramenta. Isso já é feito em alguns casos, mas mesmo assim a grande maioria vai atrás da copia pirata por causa do preço abusivo… o que faz voltar ao primeiro caso… é, não dei um bom exemplo.

Talvez o único modo seria o software estiver mesmo ao alcance financeiro de todos, mas não consigo ver isso ocorrer por estas bandas. Então, que as empresas rezem para que os crackers continuem a quebrar seus códigos de segurança para assim manter seus softwares populares.





Here I Am…

30 09 2007
por Kallrish

Hi ^^

E finalmente…eis que eu apareço no blog e comprovo que não sou um sócio fanstama né XD

Atualmente a máre não tá pra peixe né…
Vida de recém formado é dureza. Você normalmente já fica tentando escolher uma área pra poder trabalhar durante a facu…mas normalmente, são poucos os que tem a dádiva de conseguir fazer essa escolha. E além de tudo, acaba que temos que escolher mais de uma coisa, pois o mercado prefere absorver especialistas…mas de preferência os multi-especialistas se possível. Querem um mágico faz-tudo que tenha a capacidade de fazer o trabalho de umas cincos pessoas ao mesmo tempo, já que assim reduzem os custos e os problemas deles né..

Bem…seria ótimo se esse fosse o único problema…mas veja você…é um pouco complicado escolher algo pra se trabalhar baseado apenas na “teoria” vista na faculdade não acha?
Na hora H, é a experiência prática em uma determinada área que faz você ter uma visão real da coisa toda e analisar se realmente é aquilo que você almeja.

Mas como podemos ter algo desse tipo, se a maior parte das empresas só querem saber de dar serviço para pessoas que já tenham não sei quanto tempo de experiência na área?
Os recém formados, acabam passando por mal bocados com isso. Estão incrivelmente animados ao sair da faculdade…prontos pra por seus conhecimentos em prática e começar a recuperar tudo que investiram em seus 4 anos de estudo ou mais. Mas vem o mercado de trabalho e joga um bom balde de água fria na cabeça dos pobres coitados né.

Sou adepto de que certas informações deveriam ser abordadas na facu, para facilitar a vida das pessoas…mas como nada na vida é perfeito…haja paciência…
Não que eu esteja dizendo que não sabia de coisas do tipo…porque acaba que todos tem isso no seu íntimo…mas uma certa “esperança” insiste em bater a porta em horas como essa.

Veja meu caso por exemplo; agora eu vejo que serei obrigado a já investir mais em especializações de imediato se quiser ter chance no mercado.
Mas tenho minhas dúvidas sobre em qual área investir…
Faço uma pós-graduação? Faço um curso de especialização em algo? Faço outra facu pra complementar meus conhecimentos e abranger mais áreas? Bem…a única certeza que eu tenho é que todas as opções tem um valor interessante pra minha carreira e que é necessário para me ajudar a arrumar uma vaga decente no mercado de trabalho (e também, que vão me fazer voltar a ficar quase sem dinheiro como na época de facu XD).

Hummm…não pretendo chegar a uma conclusão aqui…mesmo porque eu ainda não encontrei uma hehehe
Mas é interessante parar e ponderar a respeito de coisas como essa…principalmente se você ainda estuda. Depois de situações como essa, é compreensivo o fato de porque muitas pessoas criam seu próprio negócio e vão com a cara e coragem ao invés de esperar por vagas milagrosas XP

Bem…agora me vou…tenho que aproveitar pra refletir mais um pouco sobre o que fazer…já que eu já percebi que a decisão tem que vir logo antes que eu fique insano de vez(já que doido eu já me considero faz tempo hehehe).

Como eu queria que música fosse um caminho de trabalho estável e rentável, daí podia montar minha banda e viver de viajar fazendo shows…ai ai…vida maligna viu XD

Yin falando sobre só 5 pessoas lendo…pelo menos alguém vai comentar o post dele…e os meus? XP

See Ya!





Sorry…

20 09 2007
por Yin Yang

Fala 05 pessoas que vêem esse blog!

Sinto muito por não estar informando nada nesses tempos, apesar de sair coisas legais, por alguns motivos:

-XXI Semaneng: Semana da engenharia de alimentos, que além de ser o curso que tem 30 vagas, sendo 26 ocupadas por mulheres e 4 por viados, é o curso qeu a semana tem festa TODO DIA. e eu, como amigo pessoal das meninas que organizam este ano, comprei o kit para ir em todas as festas. Ou seja, eu saio umas 10 da noite de casa e só volto as 7 da manhã todo dia dessa semana.

-Projeto Final (PF): o apelido dado aqui para o famoso Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), tb conhecido por “piração final” ou “projeto fatal”. Por causa desse inferninho pessoal, mal tenho tempo qdo acordo para ler muitas noticias e ainda mais filtrar p/ passar aqui.

e por fim, um recado à uma certa pessoa, que utilizou servidores de uma central de Uberlândia/MG: se eu sou tudo isso que gosta de dizer, então pq eu que sou educado e respondo sem xingar? quem que fica perseguindo a pessoa por onde ela ande na net? quem fica vasculhando o orkut do outro a fim de usar essas informações p/ xingar mais ainda? ou seja:: quem é a criança aqui? tá bom.. como não deve entender o que eu quiz dizer antes, aqui vai uma tradução p/ criancinhas:  ACORDA PRA VIDA, SE NÃO QUIZER, VOLTA PRO CHAT DO UOL!





Nokia copia iphone e ipod

13 09 2007
 Por: Yin Yang

não é por nada não… mas depois dizem que a apple não inventa moda. Quando saiu o macos – acho que foi a versão 4 – , lá foi o tio bill e “inventou” a interface do windows 3. Tempos atrás saiu um desktop da sony que é a cara do imac e agora mais um motivo para eu ter a idéia de que a apple lança moda.

O primeiro a ser mostrado é praticamente a mesma interface do ipod comum, com wheel e tudo (o que eu tenho, por isso posso dizer com conhecimento de causa), já o segundo…. não é que é cuspido e esacarrado o iphone/ipod touch?

Aliáss… alguém quer me ajudar a ter um macbookpro? XD

Ps: caramba… tem quase mais linhas de link do que de dados XD